segunda-feira, setembro 01, 2008

Jardim - Rubens Alves


Hoje foi o dia da minha colação de grau de Licenciatura em geografia e a Professora Suely Menezes, principal coordenadora da Universidade Estadual Vale do Acaraú, em sua oratória durante a cerimônia dos colandos fez uma alusão a um texto de Rubens Alves, "Jardim", remetendo-nos ao pensamento de que como novos professores aptos a entrar no mercado de trabalho, que é o da educação, fomos comparados por ela a jardineiros, responsáveis pela plantação da boa semente, porque não bastar ter o jardim é preciso ter jardineiros para cuidar que os brotos recém plantados não sejam alvo das ervas daninhas e outras pragas, isto é : o professor tem um papel muito importante, e que não é apenas de facilitador do conhecimento, mas também responsável por plantar idéias sadias nas mentes dos nossos jovens, e que vivem nesse mundão de Deus nem sempre com alguém por perto para lhes ensinar, além do conhecimento as noções subjetivas da vida, tentando levar a esses jovens a oportunidade do conhecer para poder avaliar criticamente as ocorrências do dia e dia. E, é com o pensamento na importância do jardim e do jardineiro que deixo esse pequeno trecho de Rubens Alves:


“Explico: o que é que se encontra no início? O jardim ou o jardineiro? É o jardineiro. Havendo um jardineiro, mais cedo ou mais tarde, um jardim aparecerá. Mas, havendo um jardim sem jardineiro, mais cedo ou mais tarde ele desaparecerá. O que é um jardineiro? Uma pessoa cujo pensamento está cheio de jardins. O que faz um jardim são os pensamentos do jardineiro. O que faz um povo são os pensamentos daqueles que o compõem” (Alves, R., 2000, p. 24-25).