sábado, fevereiro 24, 2007

SANTARÉM - PARÁ


HISTÓRIA DE SANTARÉM

O município de Santarém, a pérola do Tapajós, esta localizado na Região norte do Brasil no oeste paraense, situada a margem direita do rio tapajós na confluência do rio Amazonas. Mas a sua história de origem inicia com a tribo dos índios Tupaiu, um povo desconhecido, primeiros habitantes desta região, que apresentava uma cultura bastante avançada. O primeiro contato dos brancos (silvícolas) com este povo aconteceu no ano de 1542, quando que a expedição de Francisco Orellana saqueou as plantações de roças e milhos desses índios. Em 1626 dar-se a chegada de novos habitantes em nossa região, na sua maioria portuguesa. Em maio de 1661 chegaram ao rio tapajós por determinação do padre Antonio Vieira os padres Gaspar e Tomé e no mês de junho do mesmo ano, aporta á aldeia dos tapajós Frei João Felipe Bettendorf que fundou a missão dos Tapajós e ergueu a Capela de Nossa Senhora da Conceição. A aldeia dos Tapajós como era chamada foi elevada a categoria de vila, em março de 1758 recebendo o nome de Santarém e em 22 de junho de 1661 o padre João Felipe Bettendorf marca oficialmente a fundação da cidade de Santarém.Santarém é uma localidade apaixonante cercada pela areia branca de suas belas praias e em permanente contato natural com a floresta que a protege.

Texto: Soila Ruiz

A Bandeira do Estado do Pará


A bandeira do Estado do Pará foi aprovada pela Câmara Estadual em 03 de junho de 1890, por proposta apresentada pelo deputado Higino Amanajás.

Na verdade, antes mesmo de ser oficializada como símbolo do Estado, representava o Clube Republicano Paraense. Por isso, tremulou, pela primeira vez, por ocasião da adesão do Pará à República do Brasil, em 16 de novembro de 1889. Alguns meses depois, mais exatamente no dia 10 de abril de 1890, o Conselho Municipal, por proposição do seu presidente, Artur Índio do Brasil, aprovou projeto fazendo do distintivo do Clube, a bandeira do município de Belém.

Símbolismo

A faixa branca é a faixa planetária e representa o Zodíaco "projetada como um espelho horizontal". Lembra o equador e o gigantesco Rio da Amazônia.

A estrela pertence à constelação da Virgem e é de primeira grandeza. Chama-se Spica e simboliza o destaque do Pará na linha equatorial, visto que, na Bandeira Nacional, o Pará goza de situação privilegiada sobre a faixa "Ordem e Progresso".

O vermelho é a força do sangue paraense, que corre nas veias como um verdadeiro espírito de luta harmonizada, dando provas da dedicação dos patriotas nas causas da adesão do Pará à Independência e à República, realizadas em 15 de agosto de 1823 e 16 de novembro de 1889, respectivamente.

A autoria da bandeira é atribuída ao republicano Philadelfo Condurú.
Fonte: Wikipedia

quinta-feira, fevereiro 22, 2007

O Pará em destaque I


O Estado do Pará, portal de entrada da Amazônia, situa-se na parte oriental da região Norte do Brasil, ocupando posição privilegiada em termos de localização, dada a sua proximidade com os mercados do Caribe, da Europa, da América Central e da América do Norte.
Limita-se a leste com os Estados do Maranhão e do Tocantins; ao sul com o Estado do Mato Grosso; a oeste com o Estado do Amazonas; e ao norte com o Oceano Atlântico, o Estado do Amapá, o Suriname e a Guiana.
É o segundo maior Estado brasileiro, com superfície de 1.247.702,7 milhões de Km², correspondendo a 32,38% da região Norte e a 14,66% de todo o território nacional.

O Estado do Pará está dividido em 143 municípios, agrupados em seis mesorregiões e 22 microrregiões.
As mesorregiões são assim denominadas :
Do Baixo Amazonas, do Marajó, Metropolitana de Belém, Nordeste Paraense, Sudeste Paraense e Sudoeste Paraense.
A MESORREGIÃO DO BAIXO AMAZONAS - É formada pela união de 14 municípios agrupados em 3 microrregiões : Almerim, Óbidos e Santarém.
A MESORREGIÃO DO MARAJÓ - É formada pela união de 16 municípios agrupados em 3 microrregiões : Arari, Furo de Breves e Portel.
A MESORREGIÃO METROPOLITANA DE BELÉM - É formada pela união de 11 municípios agrupados em 2 microrregiões : Belém e Castanhal.
A MESORREGIÃO DO NORDESTE PARAENSE - É formada pela união de 49 municípios agrupados em 5 microrregiões : Bragantina, Camétá, Guamá, Salgado e Tomé Açu.
A MESORREGIÃO DO SUDESTE PARAENSE - É formada pela união de 39 munícípios agrupados em 7 microrregiões : Conceição do Araguaia, Marabá, Paragominas, Paraupebas, Redenção, São Félix do Xingu e Tucuruí.
A MESORREGIÃO DO SUDOESTE PARAENSE - É formada pela união de 14 municípios agrupados em 2 microrregiões : Altamira e Itaituba.