quarta-feira, abril 15, 2009

O VESTIDO AZUL


Num bairro pobre de uma cidade distante, morava uma menina muito bonita. Acontece que essa menina frequentava as aulas da escolinha local num estado lamentável. As suas roupas eram tão velhas que o seu professor resolveu dar-lhe um vestido novo. Assim raciocinou o mestre: "É uma pena que uma aluna tão encantadora venha às aulas vestida assim…. Talvez, com algum sacrifício, eu pudesse comprar-lhe um vestido azul".

Quando a menina recebeu a roupa nova, a sua mãe não achou razoável que, com aquele traje tão bonito, a filha continuasse a ir ao colégio suja como sempre, e começou a dar-lhe banho todos os dias, antes das aulas. Ao fim de uma semana, disse o pai: "Mulher, não achas uma vergonha que nossa filha, sendo tão bonita e bem arranjada, more num lugar como este? Que tal ajeitares a casa, enquanto eu, nas horas vagas, vou dando uma pintura nas paredes, arranjando a cerca, plantando um jardim?"

E assim fez o humilde casal. A casa deles ficara a mais bonita que todas as outras da rua, e os vizinhos, inspirados, puseram-se a arranjar as suas próprias casas. Dessa forma, todo o bairro melhorou consideravelmente. Por ali, passava um político que, bem impressionado, disse: "É lamentável que gente tão esforçada não receba nenhuma ajuda para melhorar a vida". E, dali, saiu para ir falar com o presidente da câmara, que o autorizou a organizar uma comissão para estudar que melhoramentos eram necessários ao bairro. Dessa primeira comissão surgiram muitas outras e hoje, por todo o país, elas ajudam os bairros pobres a crescerem e a melhorarem.

E pensar que tudo começou com um vestido azul. Não era intenção daquele simples professor modificar toda a rua, o bairro, nem criar um organismo que socorresse os bairros abandonados de todo o país. Mas ele fez o que podia, ele deu a sua parte, ele fez o primeiro movimento do qual se desencadeou toda aquela transformação.

(Gardel Costa)
=========================================================
É um novo layout para dizer que "faça a sua parte" e quem sabe esse mundo não melhora.

A idade de ser feliz

Existe somente uma idade para a gente ser feliz,Somente uma época na vida de cada pessoa em que é possível sonhar e fazer planos e ter energia bastante para realiza-los a despeito de todas as dificuldades e obstáculos.
Uma só idade para a gente se encontrar com a vida e viver apaixonadamente e desfrutar tudo com toda intensidade sem medo nem culpa de sentir prazer. Fases douradas em que a gente pode criar e recriar a vida à nossa própria imagem e semelhança e vestir-se com todas as cores e experimentar todos os sabores e entregar-se a todos os amores sem preconceito nem pudor.
Tempo de entusiasmo e coragem em que todo desafio é mais um convite à luta que a gente enfrenta com toda disposição de tentar algo NOVO, de NOVO e de NOVO, e quantas vezes for preciso. Essa idade tão fugaz na vida da gente chama-se PRESENTE e tem a duração do instante que passa.

(Mário Quintana)

segunda-feira, abril 13, 2009

Mudando de assunto

Charles Darwin (1809 - 1882)



Desde o dia 07.04.09 até o dia 23 de abril, estudantes brasileiros podem se inscrever no concurso Darwin Now: Conferência Estudantil Internacional 2009 que selecionará dois jovens para representar o Brasil na Conferência Estudantil Internacional: Darwin e Ciência da Evolução Hoje, juntamente com mais de 60 jovens de todo o mundo.
Para participar da seleção, é preciso ter entre 16 e 18 anos e falar inglês fluente. As inscrições podem ser feitas no site do British Council. No processo de inscrição, o estudante terá que produzir um vídeo demonstrando por que ele deveria ser escolhido para ir à conferência. Quem for selecionado participa de um circuito de discussão em Londres, incluindo workshops, palestras e debates com especialistas sobre as idéias de Darwin e como elas impactam o mundo moderno. A viagem, incluindo alimentação, estadia, transporte e passeios turísticos, será paga pela British Council.
Organizado pelo British Council (organização do Reino Unido para oportunidades educacionais e relações culturais) em parceria com o Museu de História Natural de Londres, o concurso terá uma série de três conferências sobre Charles Darwin. Além do concurso, o British Council traz ao Brasil a exposição Darwin Now para as cidades de São Paulo (abril), Rio de Janeiro (junho/julho), Manaus (julho), Fortaleza (agosto), Salvador (entre setembro e outubro), Brasília (final de outubro) e Recife (novembro).

Fonte : http://viajeaqui.abril.com.br/ng/noticias/159245_noticias.shtml?CA

Um pouco mais de Carlos Walter P. Gonçalves






“Com a falência dos dois modelos apresentados [rio/várzea/floresta e estrada/terra firme e subsolo], uma nova tendência vem sendo tentada pelos gestores estatais. Trata-se de um programa de abrangência nacional que prevê 42 projetos de investimentos básicos, inicialmente denominado de ‘Brasil em Ação’ [...] rebatizado como Programa Plurianual de Ação (PPA) e mais conhecido como ‘Avança Brasil’. Nele uma idéia aparentemente nova – a de Eixos de Integração e Desenvolvimento vem comandar as políticas de caráter regional” (p.120);
“O novo padrão de acumulação que vem se desenhando por meio dos Eixos de Desenvolvimento tem por base a ‘estabilidade econômica, a abertura econômica e a recuperação da capacidade executiva do Estado’ (grifo do autor).” (p.120);

“Nesse ‘exportar é o que importa’ (grifo do autor) os Eixos de Integração e Desenvolvimento acabam sendo via de mão única e todo o investimento que a sociedade está fazendo para sua implantação não tem retorno” (p.124);

“O que mais onera o chamado ‘custo-Brasil’ é, sem sombra de dúvida, a extrema concentração de riqueza e poder existente no país. E isso jamais poderá ser superado enquanto permanecermos prisioneiros da lógica que privilegia a dimensão econômica” (p.125);
Fonte : Amazônia, Amazônias de Carlos Walter P. Gonçalves