segunda-feira, abril 13, 2009

Um pouco mais de Carlos Walter P. Gonçalves






“Com a falência dos dois modelos apresentados [rio/várzea/floresta e estrada/terra firme e subsolo], uma nova tendência vem sendo tentada pelos gestores estatais. Trata-se de um programa de abrangência nacional que prevê 42 projetos de investimentos básicos, inicialmente denominado de ‘Brasil em Ação’ [...] rebatizado como Programa Plurianual de Ação (PPA) e mais conhecido como ‘Avança Brasil’. Nele uma idéia aparentemente nova – a de Eixos de Integração e Desenvolvimento vem comandar as políticas de caráter regional” (p.120);
“O novo padrão de acumulação que vem se desenhando por meio dos Eixos de Desenvolvimento tem por base a ‘estabilidade econômica, a abertura econômica e a recuperação da capacidade executiva do Estado’ (grifo do autor).” (p.120);

“Nesse ‘exportar é o que importa’ (grifo do autor) os Eixos de Integração e Desenvolvimento acabam sendo via de mão única e todo o investimento que a sociedade está fazendo para sua implantação não tem retorno” (p.124);

“O que mais onera o chamado ‘custo-Brasil’ é, sem sombra de dúvida, a extrema concentração de riqueza e poder existente no país. E isso jamais poderá ser superado enquanto permanecermos prisioneiros da lógica que privilegia a dimensão econômica” (p.125);
Fonte : Amazônia, Amazônias de Carlos Walter P. Gonçalves

Nenhum comentário: