segunda-feira, maio 26, 2008

NO MEIO DO CAMINHO



No meio do caminho tinha uma pedra

tinha uma pedra no meio do caminho

tinha uma pedra no meio do caminho

tinha uma pedra.

Nunca me esquecerei desse acontecimento

na vida de minhas retinas, tão fatigadas,

Nunca me esquecerei que no meio do caminho tinha uma pedra

tinha uma pedra no meio do caminho

no meio do caminho tinha uma pedra.

-Carlos Drummond de Andrade-

3 comentários:

...Eterno Apaixonado... disse...

Drummond é perfeito
as vezes até nos confunde em relação ao que quer dizer.
Exte poema é com certeza muito intrigante. Eu gosto
bjs

Mari disse...

Tekinha,

Acabei de fazer uma postagem sobre esta poesia de Drummond. Agradeço a poesia a mim ofertada em meu blog, amei!

Um beijo.

Obs. Corrija o título da postagem, está " No neio...

Teca Gama disse...

Vc merece muito mais.........

Obrigado peos dica pra correção.


bjs