sábado, novembro 25, 2006

Casimiro de Abreu (1839 - 1860)

As vezes conhecemos alguém e e nos sentimos muito bem com essa pessoa. Não sabemos explicar isso. Sentimos sua falta e queríamos ter a oportunidade de estar com ela, mas se isso por alguma razão não é possível, tudo bem ! Ao menos posso expressar esse sentimento através dos versos de Casemiro:

O Que É - Simpatia

Simpatia — é o sentimento
Que nasce num só momento,
Sincero, no coração;
São dois olhares acesos
Bem juntos, unidos, presos
Numa mágica atração.
Simpatia — são dois galhos
Banhados de bons orvalhos
Nas mangueiras do jardim;
Bem longe às vezes nascidos,
Mas que se juntam crescidos
E que se abraçam por fim.
São duas almas bem gêmeas
Que riem no mesmo riso,
Que choram nos mesmos ais;
São vozes de dois amantes,
Duas liras semelhantes,
Ou dois poemas iguais.
Simpatia — meu anjinho,
É o canto do passarinho,
É a doce aroma da flor;
São nuvens dum céu d'agosto,
É o que m'inspira teu rosto...
— Simpatia — é — quase amor!

Casemiro de Abreu

4 comentários:

marisanblog disse...

TK,

Teu blog está ÓTIMO. Vou alterar em meu blog e recomendar viu!?

Inclusive, vou copiar esta poesia de Casemiro de Abreu para meu blog.

Parabéns!!

Mari

TK GAMA disse...

Obrigado pelo elogio,vc é minha musa inspiradora.

marisanblog disse...

Eh Bacana! Fala sério...
Rsrsrs

Mari

Anônimo disse...

o nome e CasImiro de Abreu OK